Gentileza gera gentileza, não é verdade?

Com o objetivo de inspirar, emocionar e tocar os corações das pessoas foi que Laíze Damasceno escreveu o livro Marketing de Gentileza, lançado pela editora Brasport em 2015. No livro, a empreendedora toca em um ponto fundamental dentro do marketing, muitas vezes esquecido por muitos gestores: as relações humanas. “O marketing não é apenas sobre marcas, produtos, serviços ou eventos. Também é sobre as relações humanas”, destaca a consultora de comunicação e marketing digital com foco em conteúdo e relacionamento com o cliente.

O conceito de Marketing de Gentileza nasceu quando a consultora ministrava um workshop em um hotel de São Paulo, a convite do palestrante Luiz Gabriel, conhecido como o Sr. Gentileza. Ele, inclusive, escreveu o prefácio do livro de Laíze, que traz um novo olhar sobre a gentileza no ambiente virtual para empreendedores e empresários que buscam melhorar o relacionamento online com clientes, público, seguidores nas redes sociais e audiência em geral.

“O Marketing de Gentileza é sobre humanizar as marcas e as empresas por meio de técnicas de comunicação e marketing na internet. Um dos conceitos-chave do livro é que a gentileza virtual significa dar atenção genuína às pessoas na Internet”, explica Laíze Damasceno.

Laíze Damasceno e seu livro Marketing de Gentileza / Foto: Arquivo Pessoal

Com o sucesso do livro vieram as palestras, a consultoria, a mentoria, os cursos e o grupo de networking que se reúne mensalmente. Kalinka Carvalho, consultora de organização e membro do Digitais do Marketing, é uma das participantes deste grupo. “Achei interessante porque já aplicava o conceito do Marketing de Gentileza no meu dia a dia com a minha empresa e meu no atendimento online, só não sabia que ele tinha nome (risos). Foi bom saber que outras pessoas tinham o mesmo pensamento e filosofia que tinha”, conta a palestrante e blogueira.

A consultora de organização explica como o conceito de Marketing de Gentileza trouxe benefícios para o seu trabalho e a sua vida pessoal. “Fazer parte deste grupo só me fez crescer profissionalmente e pessoalmente. Nesse mundo egoísta onde as pessoas só pensam em si, atender bem o cliente, responder e criar um relacionamento faz de você diferente e as pessoas gostam de serem bem atendidas e te criar uma boa relação com a marca. Enfim, levar gentileza e criar relações faz de você uma pessoa melhor”, ressalta.

Para entender o método empregado pelo Marketing de Gentileza, pode-se dizer que este é estruturado em cinco passos sob o tópico propósito: atenção, empatia, humanização, gentileza e confiança. As empresas que têm, praticam e comunicam com primazia o seu verdadeiro “porquê” conquistam as pessoas naturalmente e atraem os “defensores” da marca. “Quando o negócio não tem um propósito bem definido, a minha missão é ajudar com o trabalho de descoberta e elaboração. Feito isso, a empresa ganha consciência de sua missão e então partimos para o alinhamento com as estratégias de marketing e comunicação”, explica Laíze Damasceno.

Exemplos de como empregar os conceitos do Marketing de Gentileza em seus negócios:

  1. Dê atenção genuína às pessoas, tratando o outro na internet como se você estivesse frente a frente com ela;
  2. Responda os e-mails ou pelo menos confirme o recebimento dele, principalmente quando a pessoa que enviou está esperando um retorno importante;
  3. Agradeça aos elogios recebidos de maneira sincera e atenciosa;
  4. Quando estiver em uma troca de mensagens instantâneas, como o Gtalk, Messenger ou Whatsapp, sempre avise antes de sair/ ficar offline da conversa. Pois, quando conversamos com alguém “olho no olho”, não viramos as costas e simplesmente saímos andando sem nos despedir, certo? A comunicação virtual deve ser igualmente importante;
  5. Defenda seu produto, serviço e seus seguidores com elegância, inteligência, gentileza, calma e sabedoria, e não se deixe levar pelo “calor” de uma discussão no Facebook, por exemplo;
  6. Não ofenda as pessoas, nunca!  Mesmo quando você estiver com muita raiva de alguém que agiu com grosserias e falou mentiras sobre você e a sua empresa. O domínio próprio é capaz de salvar a reputação da sua empresa, uma vez que o descontrole pode afundá-la com um único post.