Por que os micros e pequenos empreendedores devem começar a investir em marketing digital?

Ainda em 2016 é fácil perceber que poucos micros e pequenos empreendedores conseguem “pensar fora da caixa” e ter a iniciativa de começar a investir em marketing digital para divulgar suas marcas ou vender seus produtos e serviços, o que já considerado é uma tendência forte em outros países.

Para Camilo Coutinho, estrategista digital especialista em vídeos e Youtube, é comum que os micros e pequenos empreendedores tenham medo de investir em marketing digital. Isso porque na maioria dos casos, se não em todos, a verba reduzida faz com que eles escolham entre um recurso interno para a empresa ou ser mais forte no marketing digital, e isso assusta, pois para ele é uma aposta no escuro.

Camilo Coutinho dá dicas de marketing digital em seu canal no YouTube (Foto: Arquivo Pessoal)
Camilo Coutinho dá dicas de marketing digital em seu canal no YouTube (Foto: Arquivo Pessoal)

“A grande maioria que ultrapassa esse medo de ser “só internet” nada em um oceano azul de possibilidade, entendendo que com o marketing digital, ao contrário do que ele pensava, é a ferramenta com melhor custo/benefício para segmentar anúncios e conteúdos específicos para fazer o produto ou o serviço chegar na audiência certa, em qualquer lugar do mundo, em qualquer horário, ou melhor no horário que o meu cliente quer comprar de mim”, explica o profissional que faz parte do programa Help Heroes oficial do Youtube mundial, com apenas 200 pessoas no mundo. Desde 2015 também dá dicas de vídeo gratuitamente no seu canal no Youtube.

Quem venceu o medo e a falta de experiência de começar a investir em marketing digital e não se arrepende foi a fotógrafa carioca Gab Campello, que começou a fotografar profissionalmente em 2013. “No início nem sabia como funcionava. Acompanhava outros profissionais e ficava pensando como eles conseguem tempo para negociar, fotografar, editar, controle financeiro e ainda se divulgar. Me sentia uma incompetente (risos). Criei uma fanpage, uma conta no Instagram, no Pinterest, tudo como manda o figurino e nada das coisas andarem. Primeiro que não tinha tempo, conhecimento e nem criatividade para criar conteúdo e atrair o meu público. Convidei todos os meus amigos do Facebook para curtirem a minha página e quase ninguém curtiu. Foi quando uma amiga que entrou em contato comigo e conversamos por horas sobre como funcionavam as redes sociais. Me interessei pelo serviço da empresa dela e resolvi arriscar”, conta a fotógrafa.

Hoje, depois de um ano, Gab explica que foram muitas as conquistas realizadas com novos clientes e parceiros, um crescimento evidente, em suas palavras. Durante esse período foi criada uma personalidade que imprime as características da sua marca e dentro desse padrão foram realizadas diversas ações. “A estratégia precisa estar sempre vinculada ao perfil de consumidor que a marca quer atingir. Os profissionais de marketing costumam fazer pesquisas e testes de engajamento para ter uma percepção real do que os seguidores estão buscando. A partir daí, é importante criar uma linguagem textual e visual para marca, trazendo sempre novidades, ações e promoções”, explica entusiasmada Gab Campello.

Gab Campello, fotógrafa carioca que contratou uma agência de marketing digital e não se arrependeu do resultado. (Foto: Arquivo Pessoal)
Gab Campello contratou uma agência de marketing digital para conseguir mais clientes (Foto: Arquivo Pessoal)

A fotógrafa começou a publicar três posts semanais nas redes sociais durante os três primeiros meses, que foi importante para estabelecer a linguagem que a empresa de marketing digital iria utilizar. Seis meses depois o lucro cobriu o investimento e hoje ela já consegue ter lucro divulgando seu trabalho nas redes sociais. Sua página do Facebook teve um aumento de 239,9% de likes e 17k em engajamento. Já no Instagram, Gab obteve um aumento de 217% de seguidores.  Nada mau, hein? rs

Os proprietários da Doceria Tentando Pensar Leve também decidiram investir em marketing digital para captar mais clientes. A empresa foi aberta há dois anos, em São Paulo, pela empresária Aralice Américo e sua família. “Começamos nos fundos da minha casa com a cara e a coragem. Após uns meses vendendo pão de mel de porta em porta, tive que aumentar o espaço e alugamos um salão comercial. Devido à falta de conhecimento na área de comércio não divulgava muito, era mais propaganda boca a boca. Como estamos na era digital, comecei a estudar marketing digital em lives e snaps, que são ferramentas maravilhosas para aprender com os profissionais da área de uma forma rápida e gratuita. Hoje tenho mais de 19 mil seguidores em minha fanpage. Nossa estratégia começou com o Facebook, convidando amigos, compartilhando fotos e sorteando produtos. O resto foi consequência. Hoje estamos também no Instagram e no Snap.  Demoramos um ano para chegar aos 5k de engajamento na fanpage e nos últimos meses explodimos de uma forma incrível. Já estamos pensando em aumentar nosso leque de investimento em marketing digital”, conta a empresária.

Aralice Americo, que começou a participar de lives e snaps para aprender de graça com profissionais de marketing digital (Foto: Arquivo Pessoal)
Aralice Americo, que começou a participar de lives e snaps para aprender de graça com profissionais de marketing digital (Foto: Arquivo Pessoal)

São diversos os motivos que os empreendedores têm para começar a investir em marketing digital, como captar clientes e aumentar as vendas, gerar mais exposição/valor para o seu negócio e atrair o público-alvo para um determinado nicho de mercado.  E mesmo em uma crise econômica, como o Brasil está passando atualmente, os profissionais mais experientes do mercado são unânimes em afirmar que é preciso investir nos dias ruins para capitalizar em bons momentos. Portanto, mãos a obra!

E você, já começou a investir em marketing digital para divulgar o seu negócio? Tem alguma dúvida de como começar? Compartilhe a sua dúvida conosco nos comentários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.