Divulgação / Google
Fotos: Divulgação / Google

Está acontecendo nesta semana, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, o Advertising Week, evento que reúne diversos players do mercado mundial. E o Google, como de costume, já divulgou uma série de novidades.

Uma delas é ampliação dos recursos do Brand Lift para as campanhas de TV. O objetivo é mostrar aos anunciantes que os comerciais de TV podem aumentar as buscas pela marca no Google e YouTube, comparando o desempenho com as campanhas na plataforma de vídeos. De acordo com o Google, desde o início dos testes foi possível perceber que as campanhas no YouTube geram duas vezes mais buscas do que as campanhas na TV. Por enquanto, o novo recurso está disponível somente nos Estados Unidos.

GoogleAdWords

O Google também anunciou o remarketing entre os diferentes dispositivos da jornada do usuário para a Rede de Display do Google e o DoubleClick Bid Manager, que tem o objetivo de ajudar as marcas a alcançarem o mesmo usuário em todos os seus dispositivos, aplicativos e sites.

O remarketing, para quem ainda não conhece, é uma ferramenta do Google AdWords que identifica os usuários que já visitaram o seu site e passa a exibir os anúncios com mais frequência quando eles visitam sites que aceitam anúncios na rede de display do Google.

A partir de agora as marcas podem contar uma única história para o seu público e decidir com que frequência os anúncios aparecerão em todos os seus dispositivos. As novas ferramentas começam a rodar nos próximos meses.

YouTube Go para mercados emergentes

O Google anunciou também durante o Advertising Week uma nova versão do YouTube, direcionada aos usuários de mercados emergentes. O YouTube Go estará inicialmente disponível para aparelhos Android apenas na Índia e oferece a capacidade de controlar os dados usados pelo aplicativo do YouTube, além de contar com uma opção de salvar os vídeos offline.

youtube-go-1-624x351

Além disso, o YouTube Go traz uma funcionalidade nova que viabiliza o compartilhamento de vídeos sem o uso de dados ou conexão com a internet. Os usuários poderão enviar e receber vídeos salvos por meio de conectividade Bluetooth dos dispositivos.

 Google anuncia centro de computação em nuvem no Brasil

O Google anunciou nesta quinta-feira, dia 29 de setembro, o lançamento de sua primeira infraestrutura para computação em nuvem no Brasil, que deverá começar a funcionar em 2017, em São Paulo.

O objetivo é armazenar remotamente informações de outras empresas, assim como a Amazon e a Microsoft fizeram nos últimos anos no Brasil. Esta novidade deve trazer mais agilidade no tráfego informações de empresas que atuam no país.  Isso também deve agilizar o carregamentos de vídeos e a aprovação de pagamentos onlines, por exemplo.