Copywriter: o que é e como começar a trabalhar na área

O grande objetivo do copywriting é levar um possível cliente até a tomada de decisão, em geral uma compra.

O que é copywriter?

Copywriting é um conjunto de técnicas utilizadas para escrever textos persuasivos, sendo que eles não possuem limitação de formato, pode ser desde um anúncio para uma rede social até um slogan de marca. O grande objetivo do copywriting é levar um possível cliente até a tomada de decisão, em geral uma compra.

O copywriter é o profissional responsável por criar esses textos, voltado para um público específico para cumprir um objetivo específico. Esse profissional é muito requisitado, uma vez que os textos persuasivos podem ser utilizados tanto de maneira escrita para a audiência, como em um texto de e-mail marketing, como também de maneira falada através de vídeos, em que o copywriter é responsável pelo roteiro.

O copywriter vem sendo procurado tanto para ser contratado para trabalhos específicos como freelancer ou até por empresas que desejam um funcionário em tempo integral dedicado à escrita de textos impressionantes e que cativem a audiência. 

Com a alta competitividade no mercado, em que todas as empresas estão procurando pela atenção da audiência e sua conversão em consumidores, o copywriter vem se tornando um profissional cada vez mais cobiçado.

Como começar a trabalhar como copywriter?

1. Escreva bem

Para trabalhar com a escrita persuasiva é primeiro conhecer as nuances da língua portuguesa. Você pode – e deve – adaptar a linguagem de acordo com o público, trazendo mais informalidade quando necessário e até regionalismos. 

Adaptar a linguagem, entretanto, não justifica erros de gramática ou ortografia. Ademais, é preciso prestar atenção se o seu texto é coerente independentemente da linguagem escolhida.

Por isso, separe um tempo para revisar as regras da língua que você utiliza no seu trabalho.

2. Leia muito

Ler é um dos principais recursos que você pode utilizar para construir repertório. Além de ajudar com o estudo da língua em termos de gramática e ortografia, a leitura também possibilita o aprendizado de novas palavras ou observar a utilização de palavras conhecidas em outros contextos.

Pesquisar em um dicionário ajuda a tirar as dúvidas ou buscar por sinônimos em momentos específicos, mas o que nos faz construir repertório é conhecer as aplicações em diferentes contextos.

3. Estude sobre gatilhos mentais

Dentro da psicologia foram identificadas diversas semelhanças entre diversos humanos, sendo essas consideradas respostas naturais da nossa espécie. 

Uma dessas semelhanças são os gatilhos mentais, que são respostas que grande parte dos humanos têm em determinadas circunstâncias. Pode ser que você opte ou não por utilizar determinado gatilho em seus textos, mas é essencial conhecê-los. 

Caso você ainda não esteja familiarizado com os gatilhos mentais, comece estudando os mais frequentemente utilizados: o de escassez e o de urgência.

4. Crie uma história

Você precisa criar um bom título para que o leitor se interesse em começar a ler o seu texto, despertando a curiosidade. Entretanto, “prender” o interesse dessa pessoa durante todo o percurso é um dos principais desafios de um copywriter.

Por isso, invista em criar histórias com uma introdução, desenvolvimento e desfecho em seus conteúdos. 

Para construir essas narrativas comece introduzindo um personagem ou um grupo de personagens, depois desenvolva contando sobre os seus problemas (que o seu produto irá solucionar) ou esboce suas necessidades e no fim da história apresente a solução de forma clara, o seu produto. 

Esse é um roteiro clássico  de uma narrativa que segue as premissas da jornada do herói, mas você tem liberdade de criação. O importante é traçar um caminho coeso e que desperte as emoções do seu público.

5. Conte para o seu leitor o que esperar 

Uma boa copy é aquela que deixa claro para o leitor (ou ouvinte) exatamente qual é o problema que aquele produto está resolvendo ou quais são seus benefícios.

Isso não faz parte só de criar uma relação honesta com sua audiência, como também gera uma conexão com as pessoas que estão de fato com uma necessidade e alinha as expectativas entre os envolvidos.

Exemplos de Copywriting

Branding Lab

No site deste ebook da Brading Lab temos uma descrição objetiva do que esperar do produto. É indicado para quem deseja alinhar as expectativas do consumidor, além de acionar o gatilho de autoridade falando sobre o número de vendas.

Ao longo da página, ela traz mais exemplos dos benefícios e conta também a história de como esse método que será apresentado foi criado e validado na prática. No final da página há ainda um espaço para depoimentos de clientes, o que aciona também o gatilho de prova social.

Spotify

O anúncio pago do Spotify possui um gatilho mental logo em seu título “última chance”. Isso desperta a urgência em clicar na oferta. Eles indicaram os seus principais benefícios logo em seguida na descrição de forma clara, assim o leitor do anúncio não precisa ficar analisando o site e pode já pular para a compra.

Vale lembrar que esse anúncio é um resultado do Google Ads e realmente não haveria espaço para contar uma grande narrativa no espaço disponível. Criar textos baseados no formato disponível é uma habilidade imprescindível para um bom copywriter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.