Apenas 25% das empresas se consideram possuidoras de maturidade digital. Esse é o resultado do relatório global Achieving Digital Maturity, desenvolvido pelo MIT Sloan Management Review e Deloitte, divulgado este mês. A pesquisa durou seis anos e entrevistou 3.500 executivos, managers e analistas em 117 países e 29 indústrias, de organizações de vários tamanhos. Mais de dois terços dos entrevistados eram de fora dos Estados Unidos.

Segundo a análise, as empresas com maturidade digital alcançam sucesso aumentando a colaboração, a inovação e renovando a abordagem dos talentos. Os dados são um pouco surpreendentes em tempos de mercado cada vez mais digitais, mesmo sabendo da dificuldade das grandes empresas em implementar a transformação.

Tanto é que cada vez mais as companhias procuram por diretores digitais para ajudar a inserir a mentalidade digital na cultura, no processo e nas operações das empresas. Elas já entenderam que isso vai gerar otimização dos negócios, aumentando a eficiência e reduzindo os custos.

Muitas empresas ainda não acordaram para essa abordagem digital, que permeia as empresas como um todo. Não é mais assunto apenas para o Marketing Digital e TI. E quem lida diretamente com o consumidor deve estar ainda mais atento e acelerar o processo de transformação digital. A verdade é que o consumidor está no comando e quer ter controle sobre o que vai consumir. E as empresas precisam entender a fundo o seu comportamento.

Estratégia a médio e longo prazo                     

O relatório afirma que as empresas maduras digitalmente têm duas vezes mais probabilidade de desenvolver estratégias com perspectivas de cinco anos ou mais, em relação às que estão em fase inicial. O horizonte de planejamento estratégico das primeiras são consistentemente mais longos que das outras.

Organizações mais maduras também colocam o digital no core business. Elas se concentram tanto na tecnologia quanto nas capacidades principais do negócio. Já as empresas em desenvolvimento apoiam alguns objetivos digitais, enquanto as que ainda estão no estágio inicial só falam em digital, mas não o praticam.

Equipes multifuncionais

Elas criam um ambiente que permite uma maturidade digital com equipes multifuncionais, que estimulam a inovação no local de trabalho. E cultivam uma cultura e experiências de mentalidade digital forte, que apoia mudanças e atrai talentos. Com isso, há mais colaboração, agilidade e aprendizado contínuo.

Outro dado importante é que os executivos em nível de vice-presidente sem oportunidades digitais suficientes são 15 vezes mais propensos a sair dentro de um ano do que aqueles com desafios digitais satisfatórios.

Atraem talentos

As empresas maduras digitalmente tornam-se ímãs de talento e seus esforços de desenvolvimento geralmente ultrapassam o treinamento tradicional, fazendo com que os funcionários desejem ficar.

As companhias com mais chance de sucesso sabem ainda que comprometimento e liderança visionária são necessários, além de dedicar tempo suficiente, fazer investimentos, abraçar a mudança e desenvolver talentos.

Para acessar a pesquisa em inglês clique aqui. 

 

Sou produtora de conteúdo digital, jornalista e criadora do Projeto Conexão e Essência. Ajudo empresas de alimentação e vida saudáveis a aumentar as vendas e serem admiradas. Pratico meditação, sou vegetariana, tenho dois gatos, amo U2 e Sting e acredito que não estamos nesse mundo a passeio.