As 3 perguntas que todo redator faz quando está aprendendo SEO

SEO Redator

SEO RedatorTodo mundo está cansado de saber que o conteúdo é extremamente importante para um site, que conteúdo é rei, e conteúdo, conteúdo, conteúdo. O grande problema é que nem sempre ele está sob o nosso total controle.

Vocês já pensaram nisso? Uma das coisas mais importantes e determinantes para o sucesso de um site está nas mãos de pessoas que muitas vezes nunca ouviram falar de SEO. Ou pior, têm uma visão errada sobre a otimização de um site. Por isso que a primeira coisa que precisamos fazer ao nos encontrarmos com as pessoas que vão produzir nossos tão preciosos textos (que vou começar a chamar de escritor, ok?) é trazê-las para o nosso lado da força.

Não vou mentir pra vocês: não é fácil mudar os hábitos de escrita de uma pessoa. Mas é importante mostrar ao escritor que ele não precisa mudar seu estilo para fazer um texto otimizado. É fundamental apresentar constantemente os conceitos de SEO, para que o escritor nunca se esqueça deles e vá incorporando em sua rotina de trabalho. E é muito interessante perceber como muitos questionamentos e preocupações dos escritores se repetem. Vou mostrar 3 deles, e como podemos reagir sem perdê-los.

1. “Então quer dizer que vou ter que fazer um título sem graça para os meus textos?”
Para muitos escritores, o título é uma parte extremamente importante do trabalho deles. É onde às vezes tem algum trocadilho ou alguma coisa engraçadinha – o que é muito legal-, mas sabemos que isso pode atrapalhar um pouco caso o usuário não esteja contextualizado. Caso esse título seja também a tag title e vá para a SERP, o usuário pode não enteder a brincadeirinha e aí a gente sabe bem o que acontece. Temos sempre que lembrar de falar sobre títulos com os escritores de maneira bem cuidadosa, porque para eles não é “apenas o título”, é parte importante do trabalho deles.

2. “Por que um site que copia meu texto está na nossa frente no Google?”
Isso é uma grande tristeza para um escritor. Ver que o texto dele está em outro site sem sua autorização, e em alguns casos, melhor posicionado. Isso pode fazer com que eles “desacreditem no SEO”, e pode fazer com que todo o trabalho de mudança de hábitos se perca. Precisamos fazer que eles saibam que estamos lutando para corrigir a injustiça: denunciando o site para o Google, tentando ultrapassá-lo nas SERPS ou entrando em contato com o site copiador para que tire o conteúdo do ar.

3. “Quantos links internos eu preciso colocar em um texto?”
Não adianta dizer que depende do tipo de texto, da quantidade de textos relacionados e todas essas coisas. Muitos escritores precisam de um número. Quando eles são também os encarregados pela linkagem – quando um site tem muito conteúdo sendo produzido, é impossível controlar a linkagem de todo texto publicado – é bom dar um número para eles, se pedirem. Sei que isso é meio receita de bolo, que é tudo que SEO não é, mas nesse caso é até bom para evitar textos lotados de links, o que torna a linkagem interna ineficiente. Por isso, eles precisem de um número de links por texto, dê esse número.

O que eu quis mostrar com tudo isso é que, quando estivermos conversando com as pessoas que vão produzir os textos para os nossos sites – jornalistas, redatores, blogueiros etc -, temos que ter em mente que escrever é o trabalho deles. Temos que deixar claro que não vamos ensiná-los como escrever, e sim a adaptar seu estilo de escrita para conseguirmos mais leitores (e mais dinheiro!).

1 COMENTÁRIO

  1. Olá Ana,

    Muito legal sua abordagem, algumas vezes deixamos de lado os “trocadilhos ou algumas coisas engraçadinhas” por textos “específicos e técnicos”. Dessa forma o texto legal passa ser um texto técnico…

    Se não observar e analisar antes passar ser ótimo conteúdo otimizado e péssimo conteúdo de para leitura…

    :)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.