Futuro botão “não curti” do Facebook não será o que você imagina

Foto: Reprodução Facebook

Diversos veículos de comunicação estão divulgando que finalmente o Facebook vai adotar o tão aguardado botão de “não curti”. A declaração teria sido dada por Mark Zuckerberg nesta terça-feira, 15 de setembro, durante uma sessão pública de perguntas e respostas na Califórnia, Estados Unidos. Mas será que é realmente um botão de “não curti” que a rede social de Zuckerberg pretende lançar?

“Eu acho que as pessoas pedem pelo botão ‘não curti’ há muitos anos. Hoje é um dia especial porque hoje é o dia em que posso dizer que estamos trabalhando nele e vamos entregá-lo”, disse Zuckerberg durante um evento com o público nos escritórios do Facebook. Entretanto, o presidente-executivo da rede social também explicou que não queria criar um sistema de votos positivos e negativos, igual ao do Reddit.

Foto: Reprodução Facebook
Foto: Reprodução Facebook

Na verdade, a criação de um botão ‘não curti’ iria contra ao que Zuckerberg disse no ano passado: “Algumas pessoas já pediram por um botão “não curti”. Elas querem dizer que algo não é bom, mas não achamos que isso seja bom para o mundo. Então não vamos criar isso. Eu não acho que seja necessário haver um mecanismo de votação no Facebook para decidir se as mensagens são boas ou ruins. Eu não acho que isso seja socialmente valioso ou bom para a comunidade”, afirmou na época um dos fundadores da rede social.

Zuckerberg também explicou naquela ocasião que pensava em uma forma de mostrar empatia. Se um ente querido morre, por exemplo, que não fosse uma curtida ou comentário. “Precisamos descobrir o caminho certo para fazer isso, para que seja uma força para o bem, e não uma força para posts maldosos e humilhantes que algumas pessoas publicam”, disse ele na época.

Mas, então, que novo botão será criado pelo Facebook?

Conforme Zuckerberg explicou durante o evento no início desta semana, os usuários não querem negativar uns aos outros, e sim encontrar outras formas de expressar seus sentimentos. Poder expressar que não curtiu um post é um começo. Segundo o Business Insider, Zuckerberg usou a recente crise dos refugiados como exemplo: ninguém quer curtir estes posts, mas, até então, não têm outra escolha. “O que os usuários realmente querem é a habilidade de expressar empatia”, disse.

Ainda segundo o CEO de 31 anos, a novidade vem sendo trabalhada há algum tempo. Ainda não existe um prazo para entregá-la, mas ele diz que ela chegará em breve. “É surpreendentemente complicado fazer interações que serão simples”, afirmou Zuckerberg.

Analisando melhor todo o conteúdo das declarações de Mark Zuckerberg é possível concluir que este novo botão anunciado será mais um botão que demonstrá um sentimento de “sinto muito” do que realmente um botão de “não curti”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.